09/12/2019

Selfie-se quem puder: harmonização de cerveja com charuto

Uma experiência sensorial que orna sabores da Amazônia e de Cuba. Será que dá? Basta conhecer esta harmonização para constatar que sim. Além de ser das mais divertidas para fazer, combinar cerveja e charuto é um baita desafio com recompensa certa & deliciosa para quem arrisca (o que eu bem acho que você deveria, btw).

Se tem uma coisa que não podemos negar é: as Russian Imperial Stout (RIS) detêm aromas, notas e potência alcoólica perfeitos para serem as protagonistas de uma degustação. A Ponta Cabeça, receita da cervejaria 2cabeças, é complexa por ter muitos ingredientes. Ela é composta pelas características típicas de uma RIS: cor escura, elevado teor alcoólico, corpo robusto (com bastante textura, que preenche toda a boca) & aroma e sabor característicos de café, tostado intenso, caramelo e dulçor.

O elemento twist carpado do rótulo é o Cumaru, planta brasileira conhecida como a baunilha da Amazônia, acrescentando, além de notas daquela especiaria, amêndoa e canela. Não há limites <3.

E é este último que abraça o charuto Hoyo de Monterrey Epicure Nº 2.

 

Charuto cubano Hoyo de Monterrey Epicure Nº2

 

De Cuba para o Rio de Janeiro, os Hoyo de Monterrey são celebrados pelo seu sabor mais forte, sua doçura e consistência ao queimar. E se o charuto é forte, a técnica manda que todo o resto da harmonização deve ser também, pois o sabor de um charuto é muito influenciado pelos outros elementos que são consumidos com ele.

A Ponta Cabeça é um ataque alcoólico com os seus 10% ABV, fazendo as honras para receber a potência do charuto. O Epicure Nº 2, em especial, tem a doçura com um toque apimentado que transcende poesia quando encontra a canela da cerveja.

E como essa harmonização fala de sensações mil, combinei-a com o esmalte Momento Selfie, o azul da última coleção da Colorama. Na cromoterapia, o azul é identificado como relaxante e sereno, que combina com conforto e proteção.

 

Embora não se trague a fumaça, fumar charutos ainda pode causar efeitos colaterais sérios. Então, tenha bom senso e reserve a atividade para momentos especiais.


Tags: , , , , , , , , , ,


Posts relacionados:

Juicy IPA da cervejaria Dr. Otto dá um match de tocar o terror com Frankenstein

Para a combinação unha + cerveja da semana, escolhi uma paleta aconchegante que recebe, acolhe e redefine o tempo que, dentro de casa, passa mais devagar do que lá fora.

Classic Blue: a cor de 2020 se exibe na nova cerveja do Pavão Azul, boteco badalado do Rio de Janeiro, e nas unhas

“Clássico é clássico” – e vice-versa, e nesta foto vemos dois: o Pavão Azul, boteco mais badalado de Copacabana, quiçá do Rio de Janeiro, que faz sucesso pela informalidade carioquês e as suas pataniscas, essas esféricas crocantes de bacalhau que tão bem refletem, no sol da calçada, a alma portuguesa de um botequim de raça […]

Por dentro da Vila St. Gallen, espaço da Therezópolis, e as cervejas novidades da marca para 2020

Uma placa feita em estilo veneziano te recebe logo de cara na Vila St. Gallen, espaço dedicado a inspirar sensações mil da Therezópolis, cerveja que carrega no nome a cidade que a abriga. Entrar na Vila St. Gallen é mergulhar num universo no qual a cultura cervejeira está inserida em cada um dos ambientes gastronômicos […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.